quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Adão Pretto

Há pouco mais de duas horas se foi mais um lutador. Deixou um legado de coerência e firmeza na luta em defesa dos/das trabalhadores/as rurais e da ecologia.

Adão Pretto foi vítima de uma pancreatite, sendo submetido à cirurgia na terça, vindo a falecer as 7h42min de hoje, quinta-feira.

Agricultor por profissão, Pretto nasceu em Coronel Bicaco(RS) em 18 de dezembro de 1945. Ele começou sua trajetória política no Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Miraguaí e na Pastoral Rural da Igreja Católica. Em 1985, participou na ocupação da Fazenda Annoni, entre Carazinho e Sarandi. Foi fundador do MST e deputado estadual e federal pelo Partido dos Trabalhadores O último projeto de lei do deputado foi apresentado em outubro do ano passado. A proposta acaba com o pagamento de indenização compensatória nos processos de desapropriação para fins de reforma agrária.

Leia Nota do gabinete do Deputado Estadual Dionilso MArcon (PT)
O Brasil perde um grande Homem

O deputado Dionilso Marcon (PT) e toda sua assessoria lamentam profundamente o falecimento do deputado Federal Adão Pretto (PT), ocorrido hoje (05/02) às 7h45min. Marcon destaca que a história e a trajetória do pequeno agricultor Adão Pretto se confunde com a luta pela reforma agrária e a defesa dos pobres do campo e da cidade. Adão foi fundador do PT, do MST e do Movimento dos Pequenos Agricultores, do Movimento dos Pescadores, dentre outros, foi deputado Constituinte estadual e estava no seu quarto mandato de deputado federal, representando os movimentos sociais no Congresso Nacional e presidente da Comissão de Participação Popular da Câmara.

Marcon destaca que Adão Pretto sempre teve lado, sempre teve posição, sempre foi rijo, firme na defesa da justiça social ao lado dos trabalhadores em suas lutas. A defesa da reforma agrária no Brasil foi uma de suas bandeiras, e suas últimas lutas foram reunir os movimentos sociais, sindicatos e o congresso nacional para denunciar a repressão aos movimentos no RS e lutar pela desapropriação da fazenda Southall e de outras áreas, na região de São Gabriel, para reforma agrária no RS. O nome de Adão Pretto, segundo Marcon, já está na história do nosso Brasil e de nosso Estado e será contada por gerações. O velório do deputado Adão Pretto será hoje (5/02) na Assembléia Legislativa a partir das 11h30min, no salão Julio de Castilhos e o enterro será no cemitério Jardim da Paz amanhã (06) às 10h.

Um comentário:

Suely disse...

Eu, de novo!

Adão Pretto é um nome que me lembra a minha "militância" em POA... me lembra o "fora Collor"... me lembra o episódio da morte do brigadiano no centro... me lembra duas amigas queridas, a Rosana e a Jusnara...


Bueno, meus causos com os pcs são de chorar... mas quero contá-los pra que a gente saiba que é possível, lentamente, mudar...

Abraços!