segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

por quê não se cala?

É estranha a forma de nossas burguesias latino-americanas se reportarem à democracia quando seus resultados eleitorais não correspondem aos seus interesses. No Brasil é comum ler muita gente de "otoridade" afirmar que um cara como Lula só tem o êxito que tem por causa da desinformação e ignorância da maioria do "povinho" que se contenta com pouco. O mesmo povo "bão" que elegeu o príncipe FFHH para comandar a venda do país e modernizar, a seu modo, a economia e o Estado Brasileiro. Só pra ilustrar (eu nem ia falar disso mas é que dá raiva!) a edição da Veja da semana passada além de colocar a foto de Lula ao lado da foto do "Castelo de Edemar(DEM), - em duas matérias bem distintas, mas estratégicamente emparceiradas no visual para quem folheará apressadamente a revista nos consultórios pelos próximos meses - cita que Lula tem o discurso adequado (populista segundo as elites) e a caneta na mão (num tom pejorativo, insinuando autoritarismo, eu diria). Por acaso ninguém suspeita que Lula, o Governo e o PT façam política não? (melhor nem ver mas a matéria da VEJA tá aqui)

Mas o caso mais emblemático de toda a oposição conservadora do mundo é o que se abate sobre a Venezuela. O resultado eleitoral desse domingo (15/02) masi uma vez calou a boca da grande imprensa mundial e de seus repetidores em todos os níveis. Para falar sobre democracia no mundo e , em especial na Venezuela, deixo um vídeo do Galeano, de algum tempo atrás, que permanece atual e merece ser revisto
Downloads: 0 Views: 107507
Amanhã, eu coloco também a transcrição que fiz dessa fala do Galeanao...agora tenho q dormir!!!!! Abraço!

EM TEMPO: Com pesar ao dar a nota sobre a vitória do SIM chavista no domingo, VEJA ainda se presta a nominar no seu link como "Chávez mais autoritário" ... Haja paciência!!! Por quê a revista não se cala???

2 comentários:

Vanessa disse...

Alcir, este é um comentário de contagem regressiva para a coletiva O livro da Minha Vida. Espero vc amanhã.

Abraço!

Suely disse...

Oi, Dire!


Muito bom esse cara...

Nem um pouco irônico ou sarcástico...

Abraços!